• QUAL É A IMPORTÂNCIA DO BNDES?

  • 1. Por que o Brasil precisa de um Banco de Desenvolvimento?

    Um banco de desenvolvimento é um tipo de instituição que financia investimentos produtivos de longo prazo. Esses projetos geram transformações estruturais na economia e possuem efeitos positivos para além da geração de emprego e renda. Os projetos estão normalmente associados à distribuição regional da produção ou à promoção da indústria, da infraestrutura, da inovação, das energias limpas e tecnologias verdes, das exportações e das micro, pequenas e médias empresas.

    Em um momento de grande crise econômica como a que estamos vivendo, o investimento na nossa economia é fundamental para retomarmos o crescimento.

    Mesmo para países desenvolvidos a limitação ao financiamento de projetos de longo prazo é cada vez mais evidente. Na Ásia, região que prossegue de forma bem sucedida sua aproximação dos países desenvolvidos, as instituições públicas de financiamento continuam presentes com notado protagonismo.

  • 2. O que o BNDES faz pelo Brasil?

    Hoje, o BNDES é um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo.

     

    Somos o principal instrumento de financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira: agropecuária, indústria, comércio e serviços e infraestrutura. Além disso, o BNDES é responsável pelo apoio e fomento de inúmeras iniciativas de brasileiros e brasileiras.

     

    Criado na década de 50, o banco (ainda BNDE) contribuiu para o intenso processo de urbanização do país, modernização da indústria e a construção de todo o sistema de telecomunicações. Nos anos 70, os setores de bens de capital e insumos básicos passaram a receber mais investimentos, o que levou à formação do mais completo parque industrial da América Latina. O banco também deu início a investimentos em segmentos ainda incipientes no país, como a informática e a microeletrônica.

     

    O início dos anos 80 foi marcado pela integração das preocupações sociais à política de desenvolvimento. A mudança se refletiu no nome do banco, que passou a ser BNDES. A preocupação com o meio ambiente ganhou força, com a classificação do risco ambiental dos projetos. A área social também deu início ao programa de microcrédito. No mesmo período, ganha força o conceito da integração competitiva com o objetivo de expandir o mercado interno. Não só o banco incentivava as empresas brasileiras a concorrer com os produtos importados, como também passou a estimular as exportações.

     

    O programa de exportações passou a incluir as micro e pequenas empresas, e o setor de comércio/serviços começou a receber investimentos do banco.

     

    Atualmente, o BNDES é um banco público sólido e rentável, o mais transparente do setor financeiro brasileiro, que trabalha e evolui com o Brasil para enfrentar os desafios do desenvolvimento sustentável.

     

    De financiamentos a micro e pequena empresas à investimentos em grandes projetos de infraestrutura, passando por participações acionárias em empresas de setores-chave da economia brasileira até o patrocínio à cultura e ao esporte; o BNDES é responsável pelo apoio e fomento de inúmeras iniciativas de brasileiros e brasileiras.

     

    CONHEÇA ALGUMAS DAS INICIATIVAS APOIADAS PELO BANCO:

    MEIO AMBIENTE:

    O BNDES gere desde 2008 o Fundo Amazônia, que tem por finalidade captar doações para investimentos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento. O Fundo Amazônia também apoia projetos sociais que atuam na redução das emissões de gases de efeito estufa, no controle do manejo florestal sustentável e na conservação da biodiversidade. O investimento em energias renováveis também cresceu muito nos últimos dez anos, com destaque para a instalação de diversos parques eólicos.

    INCLUSÃO PRODUTIVA E ECONOMIA SOLIDÁRIA:

    O BNDES conta com o Fundo Social, que ampliou sua escala de atuação desde 2008, oferecendo financiamentos não-reembolsáveis para cooperativas e associações da agricultura familiar em diversos estados brasileiros. Esses financiamentos se destinam a obras civis, aquisição de maquinário, capacitação, assistência técnica e comercialização. São financiadas também tecnologias sociais para a superação de limitações de infraestrutura, como as cisternas de produção no semiárido, placas solares, fossas sépticas, mandalas de produção agroecológica integrada e outros.

    CULTURA E AUDIOVISUAL:

    Em 1995, o BNDES começou o apoio ao setor cultural, com investimento na produção de filmes e na preservação do patrimônio histórico e artístico nacional. Até hoje foram contratados mais de 340 projetos, que totalizaram R$ 615,9 milhões. O patrocínio e o fomento cultural têm como foco eventos de música, cinema e literatura, como festivais, feiras e espetáculos. Alguns dos mais conhecidos são a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) e o festival de animação Anima Mundi. A partir de 2006, o BNDES passou a investir na economia da cultura, com financiamentos para todas as etapas de sua cadeia produtiva.

    Poderíamos continuar contando tudo o que o BNDES faz pelo Brasil...

    Mas para isso, você pode acessar os Relatórios Anuais do Banco.

     

    Clique e confira como o BNDES trabalha e os resultados que entrega para a sociedade!

  • 3. Qual é a diferença de um Banco Comercial e um Banco de Desenvolvimento?

    BANCOS COMERCIAIS

    Bancos comerciais até podem financiar projetos que promovam desenvolvimento e, eventualmente, o fazem. Porém, esse não é o seu papel. O propósito de um banco comercial é realizar intermediação financeira e conceder crédito, visando seu próprio retorno financeiro, revertido para seus acionistas.

     

    O apoio a projetos com menores retornos financeiros, risco alto ou maior tempo de maturação, por exemplo, ainda que tenha grande potencial de gerar benefícios para a sociedade, pode não ser interessante para um banco comercial. Contribuir para o desenvolvimento do país não é missão dos bancos comerciais e, portanto, isso não orienta suas decisões. É natural que seja assim, pois cada instituição tem sua função.

     

     

    BANCOS DE DESENVOLVIMENTO

    Bancos de desenvolvimento como o BNDES têm como objetivo principal promover desenvolvimento do país. O BNDES faz financiamentos com taxas de juros mais baixas e prazos mais longos de pagamento justamente para incentivar que quem recebeu o financiamento tire seu projeto do papel, realize iniciativas que traga benefícios para si e para a sociedade, fazendo girar a economia, gerando empregos etc.

     

    Como ocorre em qualquer instituição financeira, os financiamentos concedidos pelo BNDES são pagos de volta com juros pelo beneficiário, dando retorno financeiro para o BNDES.

     

    Além de financiamentos, o BNDES também pode apoiar financeiramente uma empresa tornando-se sócio dela. Nesse caso, do mesmo modo, é objetivo do BNDES que a empresa prospere, não só para que o Banco obtenha retornos financeiros como seu acionista, mas principalmente para que a economia brasileira cresça e prospere junto, gerando benefícios para toda a sociedade.

     

  • Tem alguma sugestão, dúvida ou crítica?

    Fale com a gente!